Ser Melhor

Ser Melhor

Conquiste a sua estrela

Ecologia e Meio Ambiente

Participe da "Hora do Planeta" você também

Sábado, dia 23 de Março de 2013, das 20:30 as 21:30 apague as luzes em nome de um planeta mais sustentável e livre do aquecimento global.

A Hora do Planeta é uma ação da WWF ao redor do mundo que acontece desde 2007 e que visa incentivar e conscientizar, de uma forma prática, ainda que simbólica, as pessoas a lutarem contra o aquecimento global.

Nos dias estabelecidos pela ONG WWF (geralmente no mês de Março) as pessoas são convidadas a apagar as luzes por uma (1) hora, contribuindo, desta forma, para a economia de energia e, consequentemente, dos recursos naturais.





Como participar?

A forma mais simples de participar é apagando as luzes no dia e hora definidas pela campanha (agora em 2013 será Sábado, dia 23 de Março das 20:30 as 21:30).

Mas existem outras formas de contribuir como, por exemplo, divulgando a campanha, incentivando um amigo ou familiar a participar, colocando o selo da campanha em seu blog ou site ...

Não só as pessoas poderão contribuir para a Hora do Planeta mas também as empresas, incentivando seus clientes e fornecedores a fazerem parte da campanha. A WWF está cadastrando e listando em sua página as empresas que participarão da Hora do Planeta. Neste link (http://www.wwf.org.br/participe/horadoplaneta/empresas/) existem mais detalhes de como colaborar.

Além das pessoas e empresas as escolas também podem participar.

Segundo a WWF em 2012, mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo apagaram as luzes durante a Hora do Planeta e no Brasil mais de 131 cidades também participaram, inclusive todas as capitais.

Ativismo de Sofá?

Segundo a BBC Brasil os críticos afirmam que a campanha é ineficiente contra o uso dos recursos naturais, já que concentra seus esforços em uma ação pontual.

Outras críticas são pelo fato de que, apesar das luzes estarem apagadas, as pessoas que estarão acompanhando a campanha pelas redes sociais, através de seus smartphones e tablets, estarão consumindo energia.

Porém, como as pessoas atentas perceberão rapidamente e a própria WWF comenta, é que a Hora do Planeta “é um ato simbólico que ajuda à reflexão e à conscientização sobre as mudanças climáticas”.

Considero que muitas das críticas acabam sendo apenas uma forma de gerar polêmica e matérias para diferenciarem-se da multidão e, consequentemente, atrairem olhares. Outro aspecto que devemos analisar diz respeito a queda da audiência. Imagine grandes portais ou a TV convencional com queda expressiva na audiência durante uma hora (e no horário nobre ainda). Não é nada bom para os negócios. Mas claro que sempre é interessante a crítica e as opiniões, desde que sejam legítimas.

Uma das críticas que considero legítima é a relacionada ao pico de energia gerado após as 21:30 hs, quando as pessoas acenderem novamente suas luzes. Este fenômeno pode trazer graves consequências para o sistema elétrico.

Para contornar o problema podemos, por exemplo, aguardar mais alguns minutos antes de acender as luzes ou mesmo nem as acender novamente, afinal um jantar à luz de velas é maravilhosamente romântico e chique!

Acredito que o verdadeiro valor de campanhas como estas é fazer repensar nossas atitudes e não simplesmente participar “porque está todo mundo participando” ou “porque fico menos culpado” durante aquela singela uma hora. A ideia é que passemos a apagar as luzes de ambientes em que ninguém está, não abrir toda hora a geladeira, quando for trocar ou comprar algum eletro-eletrônico escolher os mais energéticamente eficientes e etc.

Você pode obter maiores informações através da página oficial da campanha.
www.horadoplaneta.org.br



Que tal compartilhar suas ideias?

Você é profissional da saúde ou educação e gostaria de contribuir para a comunidade com ideias e informações? Envie seu texto para faleconosco@sermelhor.com.br Clique aqui para mais informações sobre a publicação de textos no site Ser Melhor.



Veja Também

Margaret Mee - A paixão de uma artista inglesa pelas flores do Brasil

A paixão de uma artista inglesa pelas flores do Brasil

Conheça Margaret Mee, artista botânica inglesa, retratada no filme Margaret Mee e a flor da lua, que descobriu e mostrou ao mundo os encantos escondidos na flora brasileira da Amazônia, lutando contra a sua extinção.

Reno, Mariana e Tâmisa.

Cinco exemplos de rios no mundo que foram recuperados

Apesar de muitas vezes sermos pessimistas quanto ao destino dos rios, principalmente depois do desastre de Mariana, exitem bons exemplos de recuperação e despoluição pelo mundo.