Ser Melhor

Ser Melhor

Conquiste a sua estrela

Saúde e Qualidade de Vida

Alimentação saudável

HOJE ESTÀ EM MODA FALAR DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, MAS NEM SEMPRE SABEMOS COMO FAZÊ-LO CORRETAMENTE.
Os hábitos alimentares são resultado de diversos fatores relacionados com as condições de vida da família e o ambiente dentre os quais encontram-se o nível sócio econômico, cultura, fatores climáticos e geográficos, o meio urbano ou rural, as preferências, tamanho do grupo familiar, disponibilidades e palatabilidade dos alimentos.

Para ter uma alimentação saudável é importante realizar mudanças significativas no estilo de vida, entre as quais, adotar uma dieta balanceada e um programa de exercício regular.

Uma alimentação equilibrada é aquela que contém diferentes alimentos em quantidade suficiente para o crescimento e manutenção do organismo. A alimentação influencia diretamente na saúde, no trabalho, no estudo, no lazer e no tempo de vida das pessoas.

Uma alimentação saudável deve passar por três princípios: variedade, moderação e equilíbrio na seleção de alimentos. São sete os nutrientes básicos para o organismo: carboidratos, gordura, proteínas, vitaminas, minerais, fibras e água. O único alimento completo é o leite materno que supre todas as necessidades do bebê em seus primeiros 6 meses de vida.

A forma mais fácil de organizar nossa alimentação é utilizando a Pirâmide de Alimentos. Esse instrumento proporciona uma alimentação balanceada com exemplos da correta proporcionalidade entre os diversos grupos de alimentos.

Os grupos básicos da Pirâmide são:

1. Pães, cereais, massas e arroz: Esses alimentos fornecem carboidratos complexos e são importante fontes de energia. Devem ser consumidos em várias refeições, já que são os principais fornecedores de energia do organismo. Por exemplo: no café da manhã, entram os cereais ou pães. No almoço e jantar, arroz, macarrão, batata, mandioquinha. Dessa forma, esse grupo acaba entrando naturalmente na alimentação em proporções adequadas.

2. Vegetais: A combinação desses alimentos fornecem fibras e vitaminas e minerais, inclusive vitaminas A e C, folato, potássio e magnésio. Esses devem entrar nas principais refeições, em forma de saladas, refogados ou incorporados a outras preparações.

3. Frutas: Como os vegetais, as frutas oferecem uma grande variedade de nutrientes, inclusive vitamina C, potássio e fibras. Devem entrar na alimentação em grande variedade, e são boas opções como complementos de lanches, sobremesas e sucos.

4. Leite e derivados: Os laticínios, como leite, queijos, iogurte, constituem a principal fonte de cálcio, responsável pelo crescimento dos ossos. Também fornecem proteínas, necessárias para o crescimento.

5. Carnes em geral, ovos e feijões: Este grupo fornece a maior parte da proteína da alimentação, as quais são necessária pelo crescimento das crianças. São ainda fontes de vitaminas do Complexo B, ferro, fósforo, magnésio, zinco e outros minerais. Devem ser consumidas nas refeições principais, como almoço e jantar.

6. Alimentos ricos em gordura e açúcar: Este grupo inclui a margarina, manteiga, óleos, açúcar, chocolate e outros alimentos doces ou gordurosos. Uma pequena quantidade de gordura é necessária, por isso as fontes desses alimentos devem ser consumidas em proporções controladas. As gorduras também fornecem energia para o crescimento, e participam na formação de hormônios, porém, por serem altamente calóricas, grandes porções ou o freqüente consumo destes alimentos, inibem o apetite para alimentos mais saudáveis e podem promover a obesidade.

IMPORTANTE: Procure realizar pelo menos cinco refeições por dia, de forma variada. Pois, desta forma, mais saudável ela será! Se houverem dúvidas consulte um nutricionista.



Que tal compartilhar suas ideias?

Você é profissional da saúde ou educação e gostaria de contribuir para a comunidade com ideias e informações? Envie seu texto para faleconosco@sermelhor.com.br Clique aqui para mais informações sobre a publicação de textos no site Ser Melhor.



Veja Também

Saiba viver com qualidade

Estamos vivendo em tempos de muito estresse e pouca qualidade de vida. Mas o que podemos fazer?

Desafios do SUS: algumas reflexões

Em comemoração ao Dia da Saúde, este texto discute alguns desafios na efetivação do SUS – Sistema Único de Saúde – para um atendimento de qualidade para todos nós.